A lipodistrofia ginóide ou simplesmente celulite é uma manifestação relativamente normal que acontece tanto em homens como em mulheres. Contudo, é muito mais comum nas mulheres (afetando cerca de 80%), nas regiões das coxas e nádegas. A falta de exercício, o excesso de gordura armazenada e a má alimentação são grandes aliados da celulite. Existem muitas mulheres magras com celulite, embora também hajam casos de mulheres com excesso de peso ou com uma distribuição uniforme da sua gordura sem celulite.

Celulite, o que é?

Esta é causada por uma combinação de alterações a nível da microcirculação estimuladas pelo acumular de gordura. Ou seja, com a acumulação de gordura, a pele é pressionada para cima, enquanto as fibras mantêm algumas regiões presas, formando ondulações e irregularidades, também conhecidas como pele casca de laranja.

Os fatores para o seu aparecimento são vários, desde uma alimentação inadequada, tabaco, sedentarismo, problemas circulatórios, fatores genética, consumo de álcool e desequilíbrio hormonal.

Como prevenir/reduzir a celulite?

Relativamente aos hábitos alimentares, deves corrigi-los de forma a remover os alimentos que predispõem o aparecimento de celulite, como fritos, alimentos gordos, açúcar refinado, entre tantos outros.

Assim, deves ter um consumo adequado de água e uma alimentação rica vegetais, frutas, cereais integrais, com doses moderadas de carne, peixe e lacticínios e pobre em gorduras, sal e açúcar.

É também muito importante que realizes 5 a 6 refeições por dia; comas de 3 em 3 horas; tomes sempre o pequeno-almoço; optes por métodos de confeção mais simples; como pratos cozidos, grelhados ou a vapor; varies nos alimentos; pratiques regularmente atividade física; evites o consumo de álcool e não fumes.

O ideal é prevenires o aparecimento de celulite, mas caso ela já esteja instalada deves prevenir a sua evolução e trabalhar na sua redução. Para isso segue as nossas dicas:

Alimentos a privilegiar:

  • Leite magro, queijo fresco magro e iogurte magro (com baixo teor de açúcar);
  • Frutas como maçã, pera, laranja, kiwi, abacaxi, melancia e melão;
  • Legumes e verduras (brócolos, couve, repolho, verduras de folha verde escura,…);
  • Alimentos antioxidantes (como frutos vermelhos, linhaça, aveia, limão, laranja, espinafres,…)
  • Sopa sem batata, com uma cenoura ou um pouco de abóbora;
  • Pescada, salmão, linguado e robalo;
  • Carnes magras como frango, peru e vaca;
  • Conservas ao natural ou em azeite;
  • 2 ou 3 ovos por semana;
  • Ervas aromáticas ou especiarias para temperar em vez do sal;
  • Azeite, em detrimento de outras gorduras como o óleo.

Alimentos a evitar:

  • Carnes gordas como porco, pato, ganso, cabrito ou borrego;
  • Ostras, lagostins e delícias do mar;
  • Enchidos, como chouriço, alheira ou farinheira;
  • Fritos com farinha ou pão ralado;
  • Conservas em óleo;
  • Doces industriais e bolachas;
  • Chocolates, gomas e bolos;
  • Maionese, mostarda e ketchup;
  • Bebidas alcoólicas e refrigerantes;
  • Alimentos processados e com aditivos.
0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *